Mostrando postagens com marcador Pernambuco. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Pernambuco. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Felipe Carreras assume vice-presidência da Comissão de Turismo

O deputado federal Felipe Carreras assumiu, nesta quarta-feira (18), a vice-presidência da Comissão de Turismo na Câmara dos Deputados, em Brasília. Carreras confirmou a Audiência Pública que vai discutir a forma de licitação do Aeroporto Internacional do Recife na próxima quarta-feira (25). A intenção do encontro é discutir o modelo de desestatização proposto pelo Governo Federal.

"Estamos no mesmo lote que cinco outros aeroportos, de menor movimentação e deficitários. Recife hoje possui um dos melhores equipamentos do Brasil, elogiado por passageiros e sempre presente entre os primeiros colocados nas pesquisas de satisfação [...] Quem garante que vamos receber os investimentos de forma correta e proporcional? Não é coerente entregar um dos maiores orgulhos de Pernambuco de qualquer forma", afirmou o deputado.

O Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre está entre os 13 aeroportos do Programa Nacional de Desestatização, incluso no Decreto 9.180/2017, editado pelo presidente Michel Temer em outubro do ano passado. O decreto os qualifica a serem concedidos à iniciativa privada no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).
Fonte:Diário de Pernambuco
Professor Edgar Bom Jardim - PE

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Bodocó inundada


Dezenas de famílias estão desabrigadas pela enchente que atingiu a cidade, localizada a 640 quilômetros do Recife. Foto: Reprodução/Whatsapp
Dezenas de famílias estão desabrigadas pela enchente que atingiu a cidade, localizada a 640 quilômetros do Recife. Foto: Reprodução/Whatsapp

Moradores da cidade de Bodocó, no Sertão do Araripe, amanheceram a sexta-feira com a cidade inundada. Centenas de famílias estão desabrigadas pela enchente que atingiu a cidade, localizada a 640 quilômetros do Recife. Desde terça-feira que chove no município, provocando o acúmulo de água em açudes, transbordando riachos, ligados a bacia do Brígida.

A força da água derrubou parte da Ponte sobre o Riacho do Pequi que passa sobre a rodovia PE-545. Ela corta o município e leva até a cidade de Ouricuri, também no Sertão. A pista está interditada. O Riacho do Amparo e a Cacimba do Ôco passam próximo a Zona Urbana. Segundo a Agência Pernambucana de de Águas e Climas (Apac) a previsão é de que as chuvas isoladas continuem de forma moderada a forte durante toda esta sexta-feira e ainda no sábado pela manhã.

Moradora de Ipubi, município próximo a Ouricuri, a jornalista Ana Abrantes informa que não consegue contato com nenhum amigo que reside em Bodocó. "Arrecadei roupas, alimentos, água. Eles estão sem telefone, provavelmente sem energia. A principal ponte de acesso caiu, infelizmente. Os mantimentos iremos levar pegando uma estrada por outro acesso". A outra passagem pelo município de Exu, BR 122.

A Coordenadoria de Defesa Civil do Estado de Pernambuco (Codecipe) confirmou que a Ponte sobre o Riacho do Pequi foi parcialmente destruída e está interditada. Dois bairros ficaram alagados, o prédio da Escola Estadual João Carlos Locio está servindo de abrigo para cerca de duzentas pessoas,que tiveram a casa invadida pela chuva. 
Moradores de várias localidades do centro da cidade estão desabrigados. As pessoas perderam móveis, pertences pessoais e documentos. Sanfoneiro e filho ilustre da terra, o cantor Flávio Leandro gravou um vídeo pedindo a ajuda dos pernambucanos. 
       
 
Assista o vídeo, enviado para o Diario, onde o sanfoneiro pede ajuda:
 
No final da tarde, roupas e mantimentos começavam a chegar para ajudar aos que perderam tudo na enchente. A Paróquia São José está arrecadando dinheiro através da conta: 8113-2, agência 0899-0, Banco do Brasil.
Com informação do Diário de Pernambuco
Professor Edgar Bom Jardim - PE

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Vai começar a gravação do Especial Causos e Cantos da Rede Globo Nordeste em Bom Jardim

Tudo pronto para festa começar. Cezinha do Acordeon, atração exclusiva  do show global no projeto Causos & Cantos,  nesta linda noite de quarta-feira 11,  no Pátio da Matriz de Sant'Ana, centro de  Bom Jardim.  A festividade começa às 19 horas. O cantor e instrumentista  é  uma das boas revelação da música nordestina. Cezinha é discípulo de Domingos.  O programa será exibido  na programação do São João Globo Nordeste. #vamosparaOforróemBomJardim  



Professor Edgar Bom Jardim - PE

Bomba flutuante será utilizada para puxar água do fundo da barragem de Jucazinho

Reservatório da Barragem de Jucazinho, em Surubim, foi criado para atender 15 municípios do Agreste. Foto: Compesa/Divulgação (Reservatório da Barragem de Jucazinho, em Surubim, foi criado para atender 15 municípios do Agreste. Foto: Compesa/Divulgação)
Reservatório da Barragem de Jucazinho, em Surubim, foi criado para atender 15 municípios do Agreste. Foto: Compesa/Divulgação
A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) avalia a possibilidade de iniciar dentro de 30 dias a captação de água do chamado “volume morto” do reservatório da Barragem de Jucazinho, no município de Surubim, a 119 quilômetros do Recife, no Agreste. O “volume morto” é a parcela de água que resta na parte mais profunda, abaixo dos canos de captação por gravidade, que exigirá o uso de uma bomba flutuante. “O normal seria aguardar que o nível superasse o ‘volume morto’ para o início da retirada de água, mas diante da necessidade de atendimento das cidades abastecidas pela barragem, iremos fazer algumas adequações para a captação provisória”, adiantou o diretor diretor regional do Interior da Compesa, Marconi de Azevedo.

Segundo a Compesa, com as intensas chuvas ocorridas desde no final da semana passada, barragens localizadas em várias regiões do Estado mostraram alguma recuperação. Jucazinho voltou a acumular água depois de um ano meio em colapso, motivando animação por se tratar do maior reservatório para abastecimento humano do Agreste, com  capacidade para mais de 327 milhões de metros cúbicos de água para atendimento de 15 municípios do Agreste, incluindo Surubim, Cumaru e Passira. O volume acumulado, entretanto, é de 2,58% da capacidade de acumulação, equivalente a 8,4 milhões de metros cúbicos de água.

Marconi de Azevedo realizou uma visita à Barragem de Jucazinho ontem antes de anúncio da decisão de fazer uso do “volume morto”. Segundo a Compesa, a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) fez uma previsão de chuvas dentro da média no Agreste, o que significaria cerca de 700 milímetros de abril a julho. Esse é o período de inverno das regiões da área litorânea pernambucana, que vai da Região Metropolitana e Zona da Mata até o Agreste.

A Compesa informa que nos últimos oito dias o nível da Barragem de Botafogo acumulou  6,75% de sua capacidade, passando de 20,66% para 27,41% do armazenamento possível. Situada em Igarassu, a barragem é a principal fonte hídrica do sistema de distribuição de água para Olinda, Paulista, Igarassu e Abreu e Lima. Ainda segundo a empresa, no mesmo período, as barragens de Várzea do Una, em São Lourenço da Mata, e Duas Unas, em Jaboatão dos Guararapes, sofreram elevação dos volumes para 70,22% e 72,52%, respectivamente. Em São Lourenço da Mata, a Barragem de Tapacurá teve um pequeno aumento de 1,11%, alcançando 58,51% da sua capacidade.

Pajeú - Numa situação inversa, vivendo o final do período invernoso, no Sertão do Pajeú a Barragem de Brotas, em Afogados da Ingazeira, que possui capacidade para 19,6 milhões de metros cúbicos de água, está vertendo. A Compesa antecipou que ajusta a Estação de Tratamento de Água (ETA) do município para aumentar a produção de 100 para 120 litros por segundo dentro de dez dias e estuda possível redução do racionamento.

Em Itapetim, a Barragem de Boa Vista que estava seca desde janeiro acumulou 9,2% da sua capacidade de 1,6 milhão de metros cúbicos de água e a Compesa informa que dentro de dez dias o manancial volta a contribuir com o sistema de abastecimento do município, que já recebe água da Barragem de Caramucuqui. Em São José do Egito, a Barragem de São José II saiu da situação de colapso, acumulando 54,6% da capacidade de 7,1 milhões de metros cúbicos de água, possibilitando maior flexibilidade e segurança hídrica ao sistema de distribuição de água de São José do Egito, que tem na Adutora do Pajeú sua principal fonte de abastecimento.
Com informações de Diário de Pernambuco
Professor Edgar Bom Jardim - PE

terça-feira, 10 de abril de 2018

Globo grava especial de São João em Bom Jardim

A equipe da Rede Globo Nordeste realiza uma série de  gravações na cidade de Bom Jardim, para o "Especial Causos & Cantos". Dona  Eva Souto, Rinaldo Barros e Noé Souto Maior, foram entrevistados pela emissora. A história da nossa cidade, religiosidade, festas, fatos curiosos do passado, culinária, musicalidade, cultura popular serão destaques do programa.
Nesta quarta-feira, 11 de abril, haverá  no Pátio da Matriz de Sant’Ana um show musical com a presença do sanfoneiro Cezinha. 
Será que Bráulio de Castro, Mariano Sanfoneiro e Roberto Cruz, ambos forrozeiros, filhos de Bom Jardim e legítimos representantes da cultura serão lembrados pela produção. Vamos conferir nesta quarta-feira, 19 horas, no Pátio da Matriz. A Prefeitura apoia e convida a população para o evento.
Professor Edgar Bom Jardim - PE

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Educação:UFPE realiza feira de estágio e emprego gratuita



Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) promove, na próxima quarta (11) e quinta (12), a 6ª edição da UFPE No Mercado. O evento acontece das 14h até 22h, no Centro de Convenções da UFPE, na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, e terá palestras e cursos com foco em qualificação profissional e empreendedorismo para estudantes, recém-formados ou para quem está fora do mercado à procura de oportunidades nas mais diversas áreas.

As inscrições são gratuitas e abertas à toda a população e devem ser realizadas pelo site da UFPE No Mercado 2018. A expectativa da organização é receber cerca de 10 mil visitantes neste ano. A UFPE no Mercado é promovida pela A.C.E Consultoria, empresa Júnior liderada por estudantes do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da Universidade.

Neste ano, o tema geral da feira traz como slogan “Seja protagonista. Conecte-se com o seu futuro”, e terá mais de 10 empresasparticipantes, que estarão mostrando seus produtos ou serviços e recrutando profissionais durante todo o evento. Entre elas, o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-PE), Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR), Accenture, Instituto Cervantes, Grupo Ser Educacional e o banco Santander.

Entre as palestras oferecidas durante a programação da UFPE no Mercado está uma apresentação do Ph.D. em educação matemática pela Universidade da Califórnia, mestre em psicologia cognitiva e bacharel em pedagogia, professor adjunto de psicologia na UFPE e colaborador do Mestrado em Design do C.E.S.A.R CESAR School, e sócio-fundador da Joy Street, Luciano Meira, com o tema “tecnologia na educação”. 

Outro palestrante de destaque é o CEO da In Loco Media, André Ferraz. A empresa, que trabalha com publicidade mobile, surgiu a partir de uma ideia na UFPE em 2011 e hoje já emprega 100 profissionais, e em 2015 foi considerada uma das 15 startups mais promissoras do mercado publicitário no Cannes Lions. André vai contar um pouco da sua trajetória, motivações e falar como se tornou um empreendedor de sucesso. 

O evento também contará com uma programação sobre empreendedorismo e carreira do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Pernambuco (Sebrae-PE) e palestra do IEL-PE sobre carreira e empregabilidade.
Com informação da Folha de Pernambuco
Professor Edgar Bom Jardim - PE

domingo, 8 de abril de 2018

Decisão:Náutico e Central decidem Pernambucano em capítulo crucial para a história dos clubes



A história será escrita neste domingo. Resta saber se com as cores vermelha e branca ou preta e branca. De um lado, a chance de por um fim ao maior jejum de títulos de um grande clube do Brasil. Do outro, a oportunidade de se quebrar uma barreira de mais de 100 anos e se tornar o primeiro campeão pernambucano do interior. Nesse domingo de decisões estaduais pelo País, provavelmente a final entre Náutico e Central seja a que tenha mais objetivos, nervosismo e emoção envolvida. Talvez, ao longo dos anos, nenhuma outra será tão lembrada quanto a que acontecerá na Arena de Pernambuco.
No Náutico, o título aguardado há mais de uma década também irá coroar um processo de reconstrução com o presidente Edno Melo conseguindo trazer paz ao ambiente político tão conturbado e nocivo ao clube nos últimos anos. Com paz interna, se iniciou um trabalho de pés no chão, com uma folha salarial inicial de R$ 200 mil. Em campo, o desafio era superar a desconfiança. O que começou a acontecer ainda nos dias 9 e 13 de janeiro, quando o time superou o Itabaiana ainda pela seletiva da Copa do Nordeste. A primeira de muitas decisões superadas pelo time até aqui.

Com as classificação no Regional e principalmente na Copa do Brasil, com o clube faturando R$ 4,3 milhões em premiações, foi possível reforçar a equipe, com a chegada de jogadores importantes, como o volante Wendel e principalmente o atacante Ortigoza, que logo se transformou no principal peça ofensiva do elenco do técnico Roberto Fernandes.

No Pernambucano, a trajetória do Náutico seguiu a mesma lógica. Após uma goleada sofrida para o próprio Central, por 3 a 0, poucos acreditavam na possibilidade do fim da fila de 13 anos sem títulos. A resposta, no entanto, veio na rodada seguinte com uma surpreendente goleada pela mesmo placar sobre o Sport, quando Roberto Fernandes mudou a forma de jogar da equipe, reforçando a marcação e explorando a saída rápida ao ataque. O Náutico encontrava ali uma forma de jogar. 

E nessa decisão, uma das apostas é justamente na força como mandante. Isso porque, atuando na Arena de Pernambuco, o Náutico conseguiu manter 100% de aproveitamento até aqui, em sete partidas. Número tão marcante que pode significar mais um capítulo na história. Isso porque, caso conquiste o título com uma nova vitória, os alvirrubros irão repetir uma marca que não acontecia no futebol do Estado há 20 anos. O último time a ser campeão com vitórias em todos os jogos disputados em casa foi o Sport, em 1998. Naquele ano, o Leão também foi campeão invicto.

Pelo lado da Patativa, uma caminhada quase idêntica ao do Timbu, o que faz justiça à final. Assim como o Náutico, o Central acumula sete vitórias, cinco empates e apenas uma derrota. A única diferença entre os dois times é o saldo de gols favorável ao Timbu e responsável para que a final seja disputada na Arena. No comando dessa campanha regular, o experiente Mauro Fernandes, que busca seu segundo título pernambucano. O primeiro foi há 20 anos, no comando do invicto Sport. 

Outra diferença entre os dois clubes é a rotatividade dos elencos. Enquanto no Náutico, Roberto Fernandes, por conta da maratona de jogos, recorreu muitas vezes uma equipe alternativa, com 35 jogadores utilizados, no Central, Mauro Fernandes desde o início utilizou um time-base, com apenas 17 atletas colocados em ação.

Como visitante, em cinco partidas, duas vitórias, dois empates e apenas uma derrota, sofrida para o Vitória, ainda na primeira fase. Curiosamente, em jogo disputado na Arena de Pernambuco.
Náutico
Bruno; Thiago Ennes, Camutanga, Camacho e Kevyn (Gabriel Araújo); Negretti, Wendel (Jobson) e Wallace Pernambucano; Rafael Assis (Júnior Timbó), Ortigoza e Robinho. Técnico: Roberto Fernandes.

Central
França; Eduardo Gago, Danilo Quipapá, Vitão e Charles; Douglas Carioca, Fernando Pires, Eduardo Eré e Júnior Lemos; Leandro Costa e Itacaré. Técnico: Mauro Fernandes.

Local: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata.
Horário: 16h.
Árbitro: Nielson Nogueira.
Assistentes: Clóvis Amaral e Cleberson Nascimento.
Ingressos: esgotados.
Com Informações de Diário de Pernambuco.
Professor Edgar Bom Jardim - PE

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Avião sai da pista no Aeroporto do Recife; voos são interrompidos



No início da tarde desta quinta-feira (05), uma aeronave agrícola de pequeno porte saiu da pista ao tentar realizar um pouso no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre. O acidente aconteceu por volta das 13h47. Apesar do susto, não há registros de feridos no caso.

Segundo a assessoria do Aeroporto, no momento da aterrissagem, o pneu do avião teria estourado, deixando a aeronave desequilibrada. O piloto realizou uma manobra de segurança e levou o avião para a parte de grama, que fica ao lado da pista de decolagem.

Com o acidente, a pista ficou impraticável para pousos e decolagens. Todas as operações que estavam programadas para a tarde desta quinta permanecem no aguardo de liberação.

A assessoria da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que ainda investiga as circunstâncias do acidente e não emitiu mais informações sobre o ocorrido.

Fonte: Diário de Pernambuco
Professor Edgar Bom Jardim - PE

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Corrupção na Prefeitura de Catende - PE


prefeito de CatendeJosibias Cavalcanti (PSD), de 89 anos, foi afastado do cargo juntamente com o secretário de Governo Alexandre Cavalcanti, que é filho dele; e de outros seis servidores públicos municipais. Eles são suspeitos de integrar um grupo criminoso que desviou recursos públicos da gestão municipal. A terceira etapa da Operação Gênesis foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (4) pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) junto com Polícia Civil e a Polícia Militar no município da Mata Sul do Estado. São cumpridos ainda oito mandados de busca e apreensão.

Além de serem impedidos de desempenharem suas funções, os alvos da operação também foram proibidos pela Justiça de adentrar as dependências da Prefeitura, sob pena de multa de R$ 5 mil por dia em caso de descumprimento. O MPPE obteve ainda a indisponibilidade judicial dos veículos registrados em nome dos investigados.

De acordo com o órgão, os indícios de atos de improbidade que sustentaram o pedido de afastamento do prefeito e demais agentes públicos foram obtidos mediante a apreensão e análise de documentos nas etapas anteriores da Operação Gênesis, capitaneada pelo Grupo de Apoio Especializado de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPPE).

"Dessa forma, foram comprovadas práticas como fraudes em licitações, vendas de notas fiscais, contratação de empresas laranjas e malversação de recursos públicos. Segundo informações preliminares, o grupo criminoso era liderado por Alexandre Cavalcanti, com a conivência de seu pai, o prefeito Josibias Cavalcanti. Também exerciam papel de destaque a presidente da Comissão Permanente de Licitação de Catende, Silvana de Melo, que combinava acertos financeiros com donos de empresas de fachada", informou, por meio de nota, o MPPE.
 Priscilla Aguiar, do FolhaPE
Professor Edgar Bom Jardim - PE

Dinho quer o ex-presidente Lula na cadeia

Noite de terça- feira, 03 de abril de 2018, na movimentada praia de Boa Viagem, Recife- PE, uns dois mil manifestantes gritam palavra de ordem, exibiam cartazes, apitavam e  tremulavam bandeiras pedindo a prisão do ex-presidente Lula - PT. A atividade chamou a atenção da imprensa regional. Jonh Kennedy Barros, Dinho de Rinaldo, estava participando com cartaz e pedindo a condenação do líder petista. 
No Facebook justificou:"Já votei em LULA,  já votei em DILMA! Hoje, fiz, com.muito Orgulho, parte dos inúmeros brasileiros q pelas ruas de nosso país. gritavam LULA ladrão, roubou nossa nação . Ainda dizíamos: LULA NA CADEIA. LULA NA CADEIA. É na cadeia q ele tem q ficar, juntamente com seus comparsas."  https://www.facebook.com/johnkennedy.barros/videos/pcb.10211138838686944/10211138830046728/?type=3&theater

As manifestações pedindo a prisão de Lula aconteceram em várias cidades do Brasil. Nesta quarta-feira (04) o STF vai decidir sobre a vida de Lula. O ex-presidente pode ser preso por corrupção, conforme processos em andamento. 
PARA SABER MAIS LEIA TAMBÉM:http://professoredgarbomjardim-pe.blogspot.com.br/2018/04/11-ex-chefes-de-estado-enfrentam.html

http://professoredgarbomjardim-pe.blogspot.com.br/2018/04/politicalula-pode-ser-preso-hoje.html

O Brasil vivencia uma divisão quanto a prisão e a liberdade de um de ex-governante mais influentes da história mundial. Dinho quer Lula  na cadeia...

Professor Edgar Bom Jardim - PE

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Avião que matou Eduardo Campos pode ter sido preparado para cair, o que caracteriza sabotagem e homicídio culposo ou doloso



Em nova petição protocolada na manhã desta segunda-feira (2), o advogado Antonio Campos apresenta novas suspeitas acerca do acidente que vitimou o ex-governador Eduardo Campos (PSB) e equipe, durante voo em Santos (SP), no dia 13 de agosto de 2014. O advogado, que é irmão do socialista, afirma no documento que o "Speed Sensor" - ou sensor de velocidade da aeronave - "à toda evidência foi desligado, intencional ou não intencionalmente, sendo essa última hipótese de não intencional 2 improvável, o que caracteriza que o avião foi preparado para cair, o que caracteriza sabotagem e homicídio culposo ou doloso". Para ele, o fato é grave e relevante na investigação da causa do acidente, podendo mudar o rumo da investigação.

Na petição, Antonio Campos cita o que chama de fato secundário: o gravador de voz do avião que foi desligado. "O CRV da aeronave deixou de ser energizado e, assim, parou de gravar dados de voz. A última gravação de voz colhida no acidente, que consta no inquérito, pelo menos, foi de 23 de janeiro de 2013". "Se o gravador passou a ter problemas após a sua ida a oficina, também é possível que outros problemas também tenham passado a existir", argumenta.

Além disso, para embasar sua denúncia, Antonio Campos cita um incidente com o avião durante a Labace - evento do setor da aviação - ainda no final de 2012. Na ocasião, um poste caiu sobre a aeronave, que precisou ser levada para manutenção. Segundo o advogado, ao remontar a cauda da mesma, a equipe de manutenção "deixou para trás um problema" - que seria uma falha no sistema de gravação de conversas nas cabines e transmissões radiofônicas. 

No relatório da Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) apresentado na petição, o órgão afirma que "não foi possível determinar o motivo pelo qual, a partir de 23 de janeiro de 2013 o CVR da aeronave deixou de ser energizado e, assim, parou de gravar dados de voz".

Ainda de acordo com o advogado, "há indícios que deixou também outro mais grave e relevante problema: a religação do sensor de velocidade, ou Speed Sensor. Sem o Speed Sensor o avião não poderia jamais voar a 200 knots com Flaps ainda por recolher ou em recolhimento. Acontecendo o acima descrito, a 'armadilha' pegou de surpresa os pilotos no momento em que reiniciavam subida após aproximação perdida, sobrevoo da pista e curva à esquerda para retornar ao ponto de início de um novo procedimento de aproximação. Naquele momento, o avião estava leve e com dois ótimos e potentes motores os quais, num instante, aceleraram e ultrapassaram fácil os 200 nós de velocidade *com os Flaps ainda por serem recolhidos".

Para ele, isso tudo pegou, de surpresa, o comandante que, junto com o copiloto, agarraram-se aos manches, na tentativa de recuperar o avião do mergulho. "Voando baixo como estavam, apanhados de surpresa com a PR-AFA mergulhando, sequer tiveram tempo de reduzir imediatamente os dois potentes motores. O acidente tornou-se inevitável. Na hipótese de um acidente encomendado, essa armadilha é algo inteiramente possível para o caso".

Questionado se o fato de o sensor de velocidade desligado não havia aparecido antes nas investigações, Antonio Campos disse que "tinha suspeita" sobre o fato, mas que "agora ficou mais claro". As informações chegaram até ele por meio de relato de peritos que estudam e acompanham o caso para o irmão do ex-governador. 

Matéria publicada pela Folha de Pernambuco no dia 5 de fevereiro de 2018 mostrou que, três anos e seis meses após o trágico acidente aéreo que vitimou o ex-governador e sua equipe o caso permanecia em suspenso. Isso porque nenhuma solução foi encontrada, o que tem levado familiares a pressionarem o desfecho das investigações. E questionava: a tragédia seria decorrência de falha humana, falha do equipamento, sabotagem ou problema com o controle do solo?  

"Precisamos de esclarecimentos seguros e mais céleres, pois já se aproxima 4 anos do falecimento de Eduardo Campos, a quem tenho o compromisso de lutar até o fim em descobrir as reais causa do acidente que o vitimou", disse.
Com informações de Folha de PE.
Professor Edgar Bom Jardim - PE

Fabrica de leite da Nestlé em Pernambuco


Devido ao alto consumo na região, a Nestlé vai montar a sua primeira linha de produção direta em Pernambuco, na cidade de Garanhuns. A unidade, que receberá um investimento de R$ 5 milhões, irá envasar leite Ninho em pó, na versão sachê. O produto será distribuído prioritariamente para o Norte/Nordeste do país, considerados o segundo maior público consumidor de Ninho do Brasil. A unidade de Pernambuco será a terceira da companhia no Nordeste. As duas primeiras estão instaladas na Bahia, nas cidades de Feira de Santana e Itabúna.

A nova linha de produção será instalada em área de propriedade da DPA (Dairy Partners Americas) – joint venture entre a Nestlé e a neozelandesa Fonterra, maior exportadora de produtos lácteos do mundo –, onde já se fabrica, desde 2010, iogurtes e bebidas lácteas fermentadas das marcas Ninho, Nestlé Ideal, Neston, Chamyto e Nestlé. No caso da nova planta, a capacidade instalada será de 10 mil toneladas por ano, devendo atingir os 100% em quatro anos a contar da sua inauguração, prevista para o quarto trimestre de 2018 ou primeiro trimestre de 2019. A Nestlé adianta que ainda não tem o número de vagas que serão geradas na fábrica de Pernambuco.
Novos investimentos

A unidade foi anunciada na 101ª reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic), que ocorreu na manhã desta segunda-feira (02), que aprovou R$ 99,5 milhões em investimentos de indústrias para Pernambuco, que vão gerar 510 empregos. Entre os destaques, além da Nestlé, outras duas multinacionais confirmaram investimento no estado. A Unilever irá aplicar R$ 3 milhões na planta local, gerando 63 novos empregos e a Bosh irá instalar em seu Centro de Distribuição uma linha de produção para montagem final de furadeiras, serras de mármores e esmerilhadeiras. O CD fica localizado no Cabo de Santo Agostinho.

Ao todo, nesta reunião do Condic, foram aprovados 28 projetos, sendo 21 de indústrias (oito no interior), cinco de importadoras e duas de centrais de distribuição. O Governo do estado conseguiu atrair investimentos em indústrias na ordem de R$ 99,5 milhões, sendo R$ 64,5 milhões destinados à Região Metropolitana do Recife (RMR) e R$ 35,02 milhões para o interior. Além disso, foram aprovados dois projetos para ampliaçãocentros de distribuição: um para a Carta Goiás Indústria e Comércio de Papéis Ltda., em Glória do Goitá, e para Mary Kay do Brasil, no Cabo de Santo Agostinho. Com informações de
Diário de Pernambuco
Professor Edgar Bom Jardim - PE

sábado, 31 de março de 2018

Festa de Nossa Senhora dos Prazeres, conhecida como Festa da Pitomba, terá seu início neste domingo (1º) com a procissão da imagem da Padroeira


A 361ª edição da Festa de Nossa Senhora dos Prazeres, conhecida popularmente como Festa da Pitomba, terá início neste domingo (1º) com a procissão da imagem da padroeira e artistas de diversos estilos musicais no palco principal. O cortejo terá início às 15h, saindo da Matriz de Nossa Senhora do Rosário, no bairro de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, com destino ao santuário. Logo após, será celebrada uma missa campal e, ao longo da semana, acontecerão as novenas. 

Além das atividades religiosas, a partir da quinta-feira (5) a programação fica por conta dos shows que seguem até o próximo dia 9 e já tem como atrações confirmadas nomes como Maestro Spok, Gerlane Lopes, Josildo Sá, Adilson Ramos, MC Tróia, MC Elvis, Banda Torpedo, Batista Lima, Fim de Feira e artistas locais. As apresentações da Festa da Pitomba começam a partir das 20h e seguem até a meia-noite, sempre no palco principal que estará montado no Parque Histórico Nacional dos Guararapes.

esquema especial de segurança, saúde e trânsito para os nove dias de festa. Ao todo, o esquema de segurança irá contar com 420 homens, sendo 150 policiais militares, 180 guardas municipais, 90 bombeiros e duas unidades móveis de videomonitoramento. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) dará suporte ao evento com um posto médico, além de viaturas, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, condutores e bombeiros civis. Algumas secretarias municipais também promoverão diversas ações conjuntas, como orientações sobre o combate à violência contra a mulher, criança e adolescente, e campanhas educativas nas áreas da Saúde e Desenvolvimento Social. 

Já a Secretaria de Saúde fará testagem rápida todos os dias da Festa da Pitomba para diagnóstico e aconselhamento sobre Doenças Sexualmente Trnasmissíveis (DSTs), além de informar a população sobre prevenção, diagnóstico e tratamento dessas doenças. Apenas no dia 4, das 10h às 16h, serão realizados exames para diagnóstico de tuberculose.

Para garantir um melhor fluxo, a Secretaria Executiva de Mobilidade e Acessibilidade (Sema) interditará a avenida Guararapes. O bloqueio começará na avenida Dr. Júlio Maranhão e seguirá até o Monte dos Guararapes. A partir da segunda-feira (2) ao dia 8, agentes de trânsito fiscalizarão e interditarão as vias próximas ao Parque Histórico. No dia 9, último dia do evento, ocorrerá o trajeto da procissão de encerramento, com saída pelo Monte Guararapes, passando pela via local da PE-008 (avenida Dr. Júlio Maranhão), seguindo pela avenida Guararapes e rua dos Sonhos.
De: Folha de Pernambuco
Professor Edgar Bom Jardim - PE

quinta-feira, 29 de março de 2018

Jesus é condenado à morte. Cena da Paixão de Cristo em Bom Jardim

Noite de  quinta-feira, temperatura baixa, possibilidades  de chuvas, pouca gente da cidade de Bom Jardim veio prestigiar a primeira noite da Paixão de Cristo 2018. 

Mais um ano de muita luta para promover  o teatro local. Fica cada vez mais claro a necessidade de um maior interesse de todos os segmentos da nossa sociedade em prestigiar, se fazer presente, estruturar melhor o ambiente, cenas, favorecer o acesso, fomentar o financeiro. O povo precisa compreender o significado amplo da cultura e seus impactos para sociedade. O grupo de teatro local necessita reinventar, rever procedimentos para ter maior sucesso. 

Existe uma lacuna grande quanto ao apoio dado e  à ser coroada pela prefeitura, no tocante a cultura de modo geral. 

Cultura, mais cultura, por favor!

Professor Edgar Bom Jardim - PE

terça-feira, 27 de março de 2018

Mesmo com atendimento precário Caixa registra lucro líquido recorde de R$ 12,5 bilhões em 2017

*Foto:Edgar S. Santos
A Caixa Econômica Federal registrou lucro líquido recorde de R$ 12,5 bilhões, em 2017. O crescimento em relação a 2016 chegou a 202,6%. O lucro líquido recorrente alcançou R$ 8,5 bilhões, aumento de 106,9% em 12 meses.

Segundo o banco, houve redução nas despesas com Provisão para Devedores Duvidosos (PDD) em 4,2% e crescimento nas receitas com prestação de serviços em 11,5%, totalizando R$ 25,0 bilhões.

O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, considera que o resultado excelente é consequência da melhor alocação de capital em todas as operações do banco, além do fortalecimento da gestão do risco dentro da empresa. O índice de inadimplência encerrou o ano com redução de 0,6 ponto percentual em 12 meses, alcançando 2,25%, abaixo da média de mercado (de 3,25%).

“A nossa estratégia neste ano de 2017 foi trazer sempre uma melhoria, o fortalecimento da nossa governança, melhoria da eficiência, assegurando a rentabilidade, por mais que tenhamos mantido nossa carteira de crédito com ligeira queda”, disse Occhi.
Ao final de 2017, a carteira de crédito da Caixa alcançou saldo de R$ 706,3 bilhões, apresentando leve redução de 0,4% em 12 meses, e manutenção da participação de mercado em 22,4%, a maior carteira entre as instituições brasileiras. “Esse desempenho ocorreu devido à retração de 15,3% na carteira comercial e foi compensado pelo crescimento de 6,3% das operações de habitação e 5,2% das operações de saneamento e infraestrutura. Essas evoluções estão em linha com o Plano de Capital da Empresa”, disse o banco.

Crédito imobiliário

Mantendo a liderança no mercado imobiliário, com 69% de participação, a carteira imobiliária da Caixa obteve saldo de R$ 421,7 bilhões. Os créditos concedidos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), representam R$ 237,6 bilhões, queda de 2,6% sobre o ano anterior.

O vice-presidente de finanças da Caixa, Arno Meyer, informou que, apesar do saque das contas inativas do FGTS no ano passado, a redução dos recursos concedidos pelo fundo (2,6%) foi baixa. “Novas entradas fizeram com que o fundo caísse bem pouco”, avalia. Foram contratadas 482 mil novas unidades habitacionais pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, somando R$ 57,8 bilhões. O pagamento de benefícios sociais, sobretudo Bolsa Família, foi de R$ 28,7 bilhões, alta de 1,5% em 12 meses.

Ativos e despesas de pessoal

Em dezembro, a Caixa possuía R$ 2,2 trilhões em ativos administrados, avanço de 1,9% em 12 meses. Os ativos próprios totalizaram R$ 1,3 trilhão, um crescimento de 0,4% em 12 meses.

As despesas de pessoal alcançaram R$ 22,4 bilhões no ano, avanço de 6,6% em 12 meses, impactadas pelo acordo coletivo e pelos planos de demissão voluntária, que geraram despesas não recorrentes de R$ 863,0 milhões, com o desligamento de 6,9 mil empregados.

O presidente da Caixa espera, para 2018, uma repetição do bom resultado de lucro recorrente registrado em 2017, investindo em redução das despesas e melhoria das receitas em prestação de serviços. “Os resultados orgânicos virão, principalmente, da melhor otimização do capital, do crescimento da carteira de crédito. Acredito muito na eficiência do banco”, declarou.
Com Informações da FPE.
Professor Edgar Bom Jardim - PE

segunda-feira, 26 de março de 2018

Bom Jardim presente na IV Conferência Estadual de Cultura de Pernambuco

Professor Edgar S.Santos e Edilene Gomes representaram Bom Jardim na IV CEC-PE.
“É uma sensação de felicidade e, porque não, de dever cumprido realizar esta última etapa da IV Conferência Estadual de Cultura (IV CEC-PE), que reuniu desde o ano passado, em 26 pré-conferências regionais e setoriais, mais de duas mil pessoas para discutir um tema nobilíssimo: aprovar um Plano Estadual de Cultura (PEC) para Pernambuco. Quero dizer que, uma vez aprovado, esse documento fecha a estruturação do nosso Sistema de Cultura do Estado que, junto com o Funcultura, um dos maiores fundos de incentivo à cultura do país, e o pleno funcionamento dos nossos três Conselhos de Cultura, indicará os rumos que iremos tomar nas políticas culturais de Pernambuco nos próximos dez anos”, foram com essas palavras que o secretário estadual de Cultura, Marcelino Granja, definiu a realização da Plenária Final da IV CEC-PE, que aconteceu nos últimos dias 23, 24 e 25 de março, no Centro de Formação e Lazer do Sindsprev (Recife).
Jan Ribeiro/CulturaPE
Jan Ribeiro/CulturaPE
Delegados do Poder Público e da Sociedade Civil participaram das decisões 
O encontro contou com a participação de 222 delegados, oriundos de 58 municípios pernambucanos, e serviu para ajustar/aprovar a proposta final do PEC. Na noite da sexta-feira (23), os participantes puderam se credenciar e conhecer, na solenidade de abertura, a organização e metodologia de trabalho adotada para a Plenária Final da IV CEC-PE. Assim como vinha acontecendo nas pré-conferências regionais e setoriais, os delegados, eleitos nesses encontros preparatórios, foram divididos em quatro grupos de trabalhos (GT’s) e, ao longo do sábado (24), debateram e sugeriram edições/supressões/adições às ações e objetivos estratégicos presentes numa versão do Plano Estadual de Cultura resultante da sistematização das discussões e propostas formuladas em cada pré-conferência.
Os GTs contaram com a mediação de representantes da Secult-PE e da Fundarpe e ficaram agrupados a partir dos oito eixos do PEC: 1) Patrimônio Cultural e Memória e Territórios, e Territorialidade e Políticas Afirmativas, mediado por Jacira França e Wellington Lima (Fundarpe); 2) Desenvolvimento Simbólico da Cultura e Economia da Cultura, mediado por Tarciana Portella e Jorge Clésio (Secult-PE); 3) Pesquisa e Formação Artístico-Cultural e Cultura e Educação, mediado por Teresa Amaral e Luciana Lima (Secult-PE); 4) Cultura e Comunicação, e Gestão, Infraestrutura e Participação, mediado por Zezo Oliveira e Sílvio Lira (Secult-PE).
Jan Ribeiro/CulturaPE
Jan Ribeiro/CulturaPE
O processo da Conferência envolveu quase 2 mil pessoas, de todas as regiões do estado 
Aos grupos, era permitido propor duas novas ações estratégicas para cada eixo temático que estivesse discutindo, que, por sua vez, poderiam ser validadas ou não na Plenária-Geral. “É de suma importância o caráter democrático adotado nesse plano, sobretudo, na maneira participativa que ele vem sido construído, ouvindo a população, ouvindo os produtores, ouvindo os artistas. Essa construção conjunta é o que há de mais saudável para democracia. Na verdade, democracia é isso: um processo aberto e transparente que envolva tanto o poder público quanto os agentes da cadeia produtiva do Estado”, disse o músico, compositor e poeta Alexandre Revoredo, delegado do Agreste Meridional, sobre as discussões dos GT’s.
No início da noite do sábado (24), e com o término das atividades dos GTs, os delegados formaram a Plenária-Geral, a fim de apresentar e validar as ações estratégicas do PEC. Coube aos relatores de cada GT mostrarem o que foi discutido nos grupos. Nessa etapa, os delegados não podiam criar novas ações, só editar e suprimir as propostas dos GT’s.
Jan Ribeiro/CulturaPE
Jan Ribeiro/CulturaPE
Silvana Meireles, secretária executiva de Cultura, coordenou a IV Conferência Estadual 
O primeiro a se apresentar foi o GT1 (Patrimônio Cultural e Memória e Territórios, e Territorialidade e Políticas Afirmativas), sob a relatoria da delegada Ivone Gomes. Tanto o eixo 1 quanto o eixo 8 foram aprovados, com pequenas alterações e acréscimos nas ações estratégicas. “Esse é um momento de revisão e condensação das ideias. Acompanhei os debates nos grupos durante todo o dia, e quero ressaltar que todos vocês fizeram um trabalho excelente e, para nossa alegria, deram contribuições significativas ao nosso Plano Estadual de Cultura. Resta-nos agradecer a confiança que vocês depositaram em nossa gestão”, disse o secretário Marcelino Granja, que conduziu a votação da plenária junto à presidente da Fundarpe, Márcia Souto, e à secretária-executiva estadual de Cultura, Silvana Meireles.
A Plenária-Geral continuou na manhã do domingo (25), com a discussão dos GT’s 3 (Pesquisa e Formação Artístico-Cultural e Cultura e Educação), relatoria de Williams Santana e Juliana Aguiar; 2 (Desenvolvimento Simbólico da Cultura e Economia da Cultura), relatoria de Eduardo Manuel; e 4 (Cultura e Comunicação, e Gestão, Infraestrutura e Participação), relatoria de Miguel Farias.
Após um debate acalorado sobre os diversos temas que perpassam as ações e os objetivos estratégicos do PEC – os delegados podiam solicitar até quatro destaques para manifestar suas opiniões/observações sobre cada eixo temático em questão, uma versão final do documento foi aprovada para ser submetida ao Conselho de Políticas Culturais do Estado. ”Temos aqui quase pronto o primeiro Plano Estadual de Cultura de Pernambuco. Aprovamos, na plenária da IV CEC-PE, a proposta final do documento que seguirá agora para o Conselho de Políticas Culturais, responsável por validar suas propostas, antes do encaminhamento à Assembleia Legislativa, quando, então, o PEC se tornará uma lei. Isso é um marco importantíssimo para o Estado e, consequentemente, para as nossas políticas culturais, que sairão dessa lógica de eventos, de descontinuidades e incertezas, para ter um planejamento. Com isso, a gente vai fortalecer a cultura pernambucana e o seu Sistema Estadual de Cultura, que agora tem seu CPF: três conselhos, um Funcultura e, em breve, o Plano Estadual de Cultura consolidado”, disse secretária-executiva estadual de Cultura, Silvana Meireles.
Jan Ribeiro/CulturaPE
Jan Ribeiro/CulturaPE
A presidente da Fundarpe, Márcia Souto, destacou os próximos passos para implementação do Plano 
Já a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, destacou que “chegamos ao final da IV CEC-PE com um documento muito importante, o Plano Estadual de Cultura, um planejamento que servirá para os próximos dez anos. Contamos com a participação/contribuição de artistas/produtores de todas linguagens e de vários fazedores de cultura de todo o Estado, uma vez que as nossas discussões para contruí-lo atingiram mais de 75% dos municípios pernambucanos. Isso demonstra nossa preocupação em dar conta da dimensão do patrimônio cultural do Estado, que é grandioso, rico, diverso e precisa estar estampado nesse plano. Agora, vamos nos empenhar em sua implementação e acompanhar de perto o debate no Conselho de Políticas Culturais, a fim de fechar os últimos detalhes desse plano e partir para o trabalho”.
Delegado da IV Conferência, o poeta Zecarlos do Pajeú, de Tabira, registrou em verso a conquista popular:
Construímos o Plano de Cultura que o Estado da gente precisava.
Nossos povos são donos das receitas
Das histórias de rostos culturais,
Nossos sonhos de alguns anos atrás
Já saíram das rotas mais estreitas,
Vinte e seis conferências foram feitas,
Passo a passo a gente caminhava,
Nossa gente heróica, pura e brava
Outra vez revelou sua bravura.
Construímos o Plano de Cultura que o Estado da gente precisava.
Com informações de cultura.pe.gov.br
Professor Edgar Bom Jardim - PE